SEJA BEM VINDO/ A AO SITE DA SALA A MÙSICA  .... ESTE SITE FOI CRIADO PARA QUE OS USUÁRIOS DA SALA E DO PALTALK  POSSAM DE ALGUM MODO PARTICIPAR E TOMAR CONHECIMENTO COM O QUE SE TEM PASSADO COM AS PESSOAS QUE FREQUENTAM A NOSSA SALA .... TAMBEM PARA AGRADECER A TODAS AS PESSOAS QUE FIZERAM QUESTÃO DE SEREM COORDENADORES NA SALA, E ASSIM CONTRIN«BUIRAM E MUITO PARA A MANUTENÇÃO DA MESMA... OBRIGADO
Bandeira
pagina_principal
coordenadores
convivios
sites
musicas
poemas
licao
utilidades
nadador
correiro

 

 


 

 

Para sempre viveras no meu coração.

O teu olhar o teu sorriso...

nas noites longas e escuras...

escutarei a tua voz doce e calma.

Foi há muito que te roubaram a vida...

do teu peito jorrou golfadas de sangue.

Queria ter morrido contigo...

ou erguer uma ponte sobre o abismo...

que transponha a vida para lá da morte.

Sem ti tudo é negro e frio!...

estou perdida no caminho!...

estou só com a dor do desespero...

e a amargura da solidão.

Mas!...

Vem mano! vem... vemmm...

Dá-me a tua mão!...

acalma a dor que dilacera meu peito!...

Seca as lágrimas dos meus olhos.

(Oh!... que infelicidade já não me apertas

contra o teu peito!...)

vem mano!... diz-me que foi só um pesadelo.

vem... preciso de ti.

quero dar-te o meu carinho o meu amor!...

vem!... mano vem ...

vem me buscar não me deixes só.

 

Tua mana que te adora

                                                                                                                          Gaby_1960

 

 

 

 

  Por mais genial que seja o poema,
Por mais longo que seja o poema,
Por mais fiel que seja o poema,
Por mais vasto que seja o poema,
De nós ele não leva nenhuma percentagem...

O poema escrito se transforma a cada leitura
E se adapta imediatamente a história de vida de quem ta lendo.
O poema é apenas um jogo de palavras,
A poesia segue com cada ser humano em suas idas e vindas.

A poesia não é o mar, não é o rio, não é a lua...
A poesia é o olho de quem olhar
Para o mar, para o ria, para a lua...
Na verdade, a poesia é o próprio ser humano,
Sim, cada ser humano é um infinito poema

 

                                         Xico Latas

 

 

 


 

  Houve-se um grande silêncio...
Por horas dias meses...
E hoje ouço o sussurrar dos ventos...
Sinto a brisa fina,
Lembrando-me ,
De amigos...

Trazendo-me a saudade...
De alguém que muito distante já se encontra...
É um momento triste ou alegre já não sei...
Onde ainda lembro...
De seu olhar... Seu sorriso....

Mas o silêncio ainda permanece...
E nele eu vou... Vou na fé...
Vou como Deus quiser...
Sigo meu caminho...
Faço uma prece...
Peço aos Anjos pra me guiar

 

                              Xico Latas

 

 

 


 

 

  Minha alma que te partiste

Vedes agora um coração que chora

Estrela gelada sobre a água exilada,

Que reflecte neste coração ressentido

Queda!

Razão cativada foi, por pura fonte

Transposto exacto!

Aguas nocturnas, contraste triste

Hoje cativo conforto.

Minha alma que partiste revela me quem sou

Mistérios nos caminhos maculados?

Agua exilada em mim estagnada

Natureza fria abandonada.

 Sem magia junto as estrelas incendiadas vagas

Suplico sob estrelas trémulas, ao véu das manhas em preces

Céus sem víboras, céus sem escarceis

Tragam–me as plantas que germinam

Tragam me as aguas que brotam das pedras

Tragam-me as plantas que germinam entre as fendas

Minha alma que te partiste.

Beatriz Braun ... (nikPitanga)

 

 

 

 

Ao contemplar uma

gigantesca montanha,

no meio vislumbro um

tufo de nuvens brancas e

alvas de ternura

característica peculiar do

sitio onde me encontro.

Ao fixar o olhar no cimo, transporto-me

para um tempo recente, recordo o tempo

de ternura que me foi dado a conhecer,

a troca de um doce trato, um doce romance

que me alegrou a alma com      encanto.

Desse enlace nasceu um amor recíproco,

um dádiva

tão grandiosa e sem barreiras.

Passaram-se momentos

de candura,

sem contudo sentir

que era algo premeditado,

um dar sem limite,

um sentir na carne,

na pele algo indescritível pelas palavras

e sim pelo sentir.

Entretanto

passaram-se uns meses,

uns dias,

uns segundos,

onde eu ao longo do tempo,

fui-me apercebendo

que a clareza

de sentimentos

do outro ser

era ambígua…

Era um dividir,

do tipo de se sentir controlado

por domadores de mentes

mais ou menos lúcidas,

um sentir amargurado

porque afinal alguém

lhe batia á porta

e quase se escapava

pelas mãos,

num ápice.

Sem dúvida, a vida foge-nos das mãos

numa fracção de segundos.

Continuando nesta escalada íngreme

deixo-me levar pelos sentimentos belos

que emanam das palavras e do sentir,

deixo essa força tomar conta de mim

e tento com todas as forças

esquecer a traição sem medida

que me apunhalou pelas costas.

 

                                                      Bia.. (LuaFeiticeira)

 

 

 

 

Entre o céu e a terra

Há  rajadas de vento,

 sonhos que não deixo tombar como estrelas que caem.

Manto singelo  a me  despertar.

Lua  tão linda...

Estrelas tão  brilhantes...

Nos infinitos momentos

cada coisa em seu lugar.

Até o  amor, a seu tempo,

Na vontade contida em mim.

Expresso minha quietaçao.

Lágrimas abençoadas

De vidas entrelaçadas.

Mesmo assim,

Sobram  devaneios em mim.

Perspassam meus pensamentos

Cujos valores  reproduzem cenários

Que são  de mar, de sereias,

Ou de castelos e fadas.

Importa o  amor infinito

Ao mundo de palavras.

Encontro um tema: ,

Transparência,  meu lema.

Versos que me chegam à alma...

Afirmo meu poema

Áurea chama deste céu que me cobre

Saudada pelo acaso...

Serei poeta?

Não!

Transformo em letras,

em frases minhas emoções

Sonho

ponho

suponho do verbo ,

 seja qual for,

palavras largadas...

E a alquimia,

que vale o poeta na transparencia,

Vai acrescentando valores,

Perfumando   e colorindo o expresso

Na linha do horizonte.

Imagens,  cores e nuances.

Atenuam-se  os mágicos  tons sobre tons.

Beatriz Braun ... (nikPitanga)

 

 

Chegaremos a algum lugar

Para observar os pirilampos,

O orvalho caindo nas flores,

O luar prateando a estrada.



Chegaremos a algum lugar,

Algum dia, em algum tempo,

Em alguma hora,

Nesta longa caminhada.



Chegaremos por algum motivo,

Por alguma determinação.

Juntaremos a brisa que passa,

Aprenderemos a cantar como as aves

Uma doce canção.



Chegaremos a algum lugar

Cheios de juventude na alma,

Fazendo planos,

Acalentando sonhos,

Bebendo paz, desfrutando calma.



Chegaremos a algum lugar.

Certamente logo chegaremos!



(Muito_Feia)

 

 

A MÙSICA

NA POESIA.... A MUSICA 

TEM O PODER DE ENCANTAR

DE NOS TRAZER ALGO MAIS

QUE UM MOMENTO

DE MUITA TRANQUILIDADE

ALEM DE NOS DAR

O PRAZER DA OUVIR

E DE A SENTIR

E DE CONSEGUIR,

ENTRE OUTRAS COISAS

ALGUNS AMIGOS..

PARA RECORDAR

ESTA SALA

A MUSICA

É ...PARA MIM...

A MINHA SALA DE ELEIÇÃO

NUNCA MAIS ME VOU

ESQUECER DELA

AQUI OU NOUTRO LUGAR

UMA SALA LINDA

ONDE APRENDI MUITA COISA

PRINCIPALMENTE

A TER O CUIDADO

DE COLOCAR A MELHOR MUSICA

QUE EU TINHA NOS MEUS FICHEIROS

AQUI ME SENTI SEMPRE BEM

AQUI FICOU MEU CORAÇÃO

MINHA ALMA....MINHA ILUSÃO

DE QUE QUANDO ELA FOI ABERTA

SERIA SEMPRE A MINHA COMPANHIA

A MUSICA

SALA  DE GENTE COM AGRADO

DEIXO-VOS A MINHA SIMPATIA

A MINHA SAUDADE

O MEU CARINHO

A MINHA AMIZADE

QUE ESTA SALA DURE

UMA ETERNIDADE

QUE SEUS USUÁRIOS

SAIBAM SEMPRE DELA CUIDAR

MEUS AMIGOS

PARABÉNS

PELA SALA QUE TEM

LINDA...E..BELA...

COMO MAIS NENHUMA O PALTALK TEM

ESTA É A OPINIÃO

DE ALGUÉM QUE A ESTREOU

COM TODO O CARINHO E SIMPATIA

FELICIDADES

SALA A MUSICA

MUITOS ANOS DE VIDA

MUITO CARINHO E AMOR

COMO DIZ

O MOUCO

 E A MUSICA 

 

A Montanhesa

 


 

QUANDO PENSO EM TI

 

Quando penso em ti,

Os meus sentidos se aguçam,

Meus desejos se triplicam

E se agiganta o meu amor.

 

Quando penso em ti,

Volto no tempo,

E me encontro contigo

Num idílio santo,

E triunfa a minha ansiedade.

 

O caminho que traço para nós,

Só rosas, só matizes, só luzeiros.

Seguimos contritos

Numa ventura sem par.

No teu olhar, me vejo vencida,

É que minha vida

Passa a ser a tua vida,

E somos um só.

 

Quando penso em ti,

Se apossa de mim uma total demência,

E tua presença é tão verdadeira,

Me envolvendo de tal maneira

Que nem sei explicar.

 

Penso em ti

E vivo o pensamento;

Queria ser feliz nesse momento

Se nunca mais parasse de pensar!

 

(Muito_Feia)

 


 

 UM PONTO DE LUZ

 

 

Deves ser aquele ponto de luz no horizonte,

Aquela nuvem de um ligeiro cor-de-rosa,

Aquele bem-te-vi, que no seu voo elegante

Rasga a amplidão cheio de prosa.

 

Deves ser este silêncio absoluto

Que repousa em cada lembrança,

Aquele menino que passa, faceiro e astuto,

A peraltice daquela criança.

 

Deves ser aquele homem apressado

Que vai pelas ruas sem nenhuma atenção.

Quem sabe, és aquele velho cansado.

 

Deves ser esta solidão, que sem jeito,

Indiferente, envolve este lugar.

Deves ser esta saudade, que me trucida o peito!

 

(Muito_Feia)

 


 

 ANSEIO

 

 

A liberdade que minha alma anseia

É encontrar-te em algum canto do infinito

E me abraçar contigo como antigamente,

Revivendo o nosso amor tão bonito

E, chorando, te fazer meu confidente.


Te falar das dores que tenho sofrido,

Das decepções que me trucidam a alma

E te ouvir dizer aos meus ouvidos

Que não devo chorar, devo ter calma;

 

Ah! Se eu pudesse voar e ter certeza

Que nesse vôo te encontraria, certamente,

Eu voaria nas asas da minha tristeza

Para ficarmos juntos eternamente!

 

 

(Muito_Feia)

 


VIDAS DIFERENTES

 

Vidas diferentes, sentimentos comuns...-Sonhos adiados, momentos perdidos, corações magoados.    – Emoções contidas, mas... (Jamais esquecidas). - Momentos felizes, carinhos trocados, partilha de amor, jamais apagado. -Doces momentos de amor e paixão, sempre presentes. Divinamente guardados, no meu coração. - Os dias passam, com eles; a saudade aumenta. Meu coração na tormenta. -Aceito a dor, que me traz esse amor, de forma incurável. Porque... Cada instante e gratificante e;   Onde há AMOR, sabemos que a dor é... INEVITÁVEL.                  

 

 

    STRONGWOMAN

 

 

   

Sem você

 

Vento forte em minha janela,
Solidão que bate trazendo a lágrima,
Sua ausência me desgasta.

Por saber que além de você,
Não tenho ninguém,
Estou à mercê,

Do mundo,
De mim,
Do caos.

Quem sou eu?
Quem é você?
Sem você eu sei,
Que não sou eu.

Sou qualquer coisa jogada,
Na fria calçada,
De uma vida embriagada.

Não demores minha paixao,
Preciso de seu calor,
Para curar as feridas,
E suavizar minha dor.

xicolatas

 

 

POR VOÇE

 

Por você eu tenho feito
E faço tudo que eu puder
Pra que a vida seja mais alegre
Do que era antes
Tem algumas coisas que acontecem
Que é você quem tem que resolver
Acho graça quando às vezes, louca,
Você perde a pose e diz foi sem querer
Quantas vezes no seu canto em silêncio
Você busca o meu olhar
E me fala sem palavras que me ama
Tudo bem, tá tudo certo
De repente você põe a mão por dentro
E arranca o mal pela raiz
Você sabe como me fazer feliz

Carne e unha,
Alma gêmea,
Bate coração,
As metades da laranja
Dois amantes,
Dois irmãos
Duas forças que se atraem
Sonho lindo de viver,
Estou morrendo de vontade de você

diabinha_ou_anjinha

 

 

 

ALMA

 

 

 

POSSUO DE TI A MELHOR PARTE,

TEUS SENTIMENTOS,

O TEU DESEJO,

OS TEUS SONHOS MAIS SECRETOS

E A TUA ALMA.

 

PODES DAR TEU CORPO

A OUTRA...

 

MAS NUNCA ESTREGARÁS A ELA,

O QUE A MIM DESTE,

POIS AO GRITO DE MINH’ALMA

TUA ALMA VIRÁ.

 

 

TEUS DESEJOS SE SACIARÃO

NOS MEUS DESEJOS,

TEUS SONHOS SE REALIZARÃO

NOS MEUS SONHOS.

 

EM NOSSAS ALMAS FUNDIDAS

É IMPOSSIVEL A SEPARAÇÃO

 

PODEMOS ATÉ SEGUIR OUTROS RUMOS,

TRILHARMOS ATALHOS OPOSTOS

MAS NO INFINITO DA VIDA

CONTINUAREMOS JUNTOS.

 

 

                                                                                                      Celeni, 13/03/04

                                                                                                                                   fera908_2

                                                                                                               


 

 

 

QUERIDO AMOR

 

 

 

       

He escrito cientos de cartas, unas han sido leídas y otras han quedado en un pedazo de papel que se ha perdido en el tiempo, creo que esta es la primera vez, que mi corazón lanza un grito de auxilio al amor para que no muera en soledad, siento que al fin el sueño de aquel amor mágico, fantástico, real y verdadero lo he cumplido en ti. Ahora este sentimiento vuelve a despertar y lo hace con más fuerza, por que sabe que ha encontrado otro corazón que está dispuesto a luchar junto al mío.

Luchar como la esperanza de los deseos que se entregan a la noche, y que el amanecer trasforma en un nuevo día la luz que guía el camino para que se haga realidad.

Como aquella canción que uno desea escribir, donde los versos,  las rimas y las palabras no importan, solo que lleve la letra y la melodía contenga la inspiración que brota de mi interior, decirte la necesidad de tu amor,  hablarte de la  soledad en que me encontraba, y contarte todos mis sueños.

Quiero pedirte que ames este corazón. Eres mi plegaria convertida en realidad, eres la historia que trataba de escribir, eres la inspiración encontrada, eres el sentimiento guardado en el cofre de mi corazón.

Tú has sacudido mi espíritu como un tornado dentro de mí. Ese tornado se está moviendo cada vez que te miro, cada vez que te escribo, cada vez que te siento. Ese tornado quiere calmar su torbellino, pero sé que no pasará hasta que tú no estés conmigo.

Un poeta siempre tiene una inspiración, sé que es grande mi fortuna al ver que yo queriendo ser poeta, un poeta sin rumbo, por fin encontró su puerto para poder escribir, mira que benévolo es mi destino que al llegar yo a tu puerto me ha gustado para quedarme. Porque si algo deseo en este mundo es morir junto a ti, entrelazada en tu cuerpo, sintiendo tu calor, escuchando tu palpitar, acariciando tu alma, alma que se une a mí a través de espacios infinitos en los cuales tú y yo existimos…

                           


 

En estos momentos de calma,

En los que el viento está escondido,

En este tiempo parado

En que los relojes ya no importan.

En este lugar de mi corazón

En el que habita mi ángel,

En cada rincón de mi ser

Hay un lugar para un beso.

Y te toco con mis manos

Y dejo escapar mi calor hacia ti

Y te acaricio suavemente, y me noto felina.

Abro los ojos y te miro,

Los cierro y te sigo mirando.

Y bajo mi piel yo, y sobre mi piel tu.

 

                                  MARIA JOSE GIL

Brisa_de_mar_5030

                                                                                                        


 

 

 

 

 

 

SOBREVIVI sem ti ....

Quando dei por mim, você tinha ficado para 
trás e me dei conta que você nunca esteve verdadeiramente comigo..

SOBREVIVI, apesar das noites frias e
desertas, tendo apenas a solidão como
companhia e o silêncio da sua ausência...

O vazio dos dias que vieram, contaram-me histórias que escrevi na parede do meu quarto,
e sufoquei meu grito na garganta cada vez que minh'alma chamava por você...

Tropecei muitas vezes na saudade, me feri,
mas me socorri e mesmo assim SOBREVIVI !!!
 
SOBREVIVI aos meus medos, calei meus anseios,
abri os braços ao vento e voei para longe de você e do teu fascinio...

Longe de você ????
Eu SOBREVIVI e amanheci...

 

                                  ANA FLAVIA

AnaFlavia

                                                                                                        

 

 

 

 

MULHER

 

 

 

Mulher de riso fácil
sempre com uma palavra de carinho
brigando pelo seu espaço
apaixonada pela vida.
trago comigo o silêncio
de quem sabe ouvir.
Assumo minha ansiedade e curiosidade
diante de tudo.
Companheira, amiga, amante,
fiel, safada, divertida.
Eu gosto de ser mulher!
Caprichosa por excelência
sonhadora como uma criança
rebelde ao ser questionada.
Não gosto de injustiças
odeio falsidades
cuidadosa com sentimentos.
Quero o meu espaço preservado,
a minha vida a mim pertence.
Não suporto exposição
nem de valores, tão pouco de arrogância
simpática a quem quero.
Não suporto invasão
de todas as maneiras.
Submissa por amor
quero andar ao lado da minha paixão.
Tenho guardado todas as mulheres
de fibra para dar
e sofrer por amor.
Passo o que for preciso
acredito que um erro não justifica outro.
Sexo quando com a pessoa amada
sempre sem pudor
sem amor nunca.
Vivo, ando, penso, respiro, escuto
sempre o chamado da esperança do novo dia.
Agora com sabedoria e experiência
de quem olha o belo e sabe
que o conteúdo
vale tanto quanto a embalagem.. Eu sou um poema inacabado,que ninguem leu. Eu sou aquele sonho bonito que ninguem realizou. Eu sou aquela paixão gostosa que por medo alguem sufocou. Eu sou o amor que alguem esperava e que nunca chegou.
 
 
ESSA SOU EU!
anna flavia

 

                                  ANA FLAVIA

AnaFlavia

                                                                                                      

 

 
 
 
SIMBIOSE
 
Entreguei-te a minha alma
Dei-te tão só de presente
Tão silenciosa e calma
Tão translúcida que nem se sente.
 
E tu!Onde a guardas-te?
Com medo da multidão.
Será que por acaso a sufocaste
Ou tão somente a colocaste
Dentro do teu coração.
 
Guarda-a bem junto da tua
Já que tão íntimas são.
Tal como a noite ama a lua
Ambas se querem
Se anulam e se dão.
 

                        amargaedoce


 

AMIGOS
 
   Como é bom sentir a tua mão
    E os teus passos juntos aos meus,
    nas inquietações da estrada da Vida.
 
     Como é bom sentir as tuas palavras
      nos dias de  sofreguidão,
      escurecidos e sem fio de Sol.
     
      Como é bom sentir a tua força
       quando os ventos não passam
        e o teu abraço no choro da razão.
 
      Como é bom sentir o vosso aconchego
       nas quimeras e nas lembranças esquecidas
       E repousar no vosso ombro
       as fraquezas e a imensidão
       desta Vida sem tempo!
 
       Sabem, Amigos, é bom sentir a vossa presença
        E saber que estão de plantão,
        quando a vida não vai a lugar nenhum
         ou em contramão!
 
           O Fogo e O Vento

Mais Uma Vez

Mas é claro que o sol
Vai voltar amanhã
Mais uma vez eu sei
Escuridão já vi pior
De endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem
Tem gente que está
Do mesmo lado que você
Mas deveria estar do lado de lá
Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Tem gente enganando a gente
Veja nossa vida como está
Mas eu sei que um dia
A gente aprende
Se você quiser alguém
Em quem confiar
Confie em si mesmo
Quem acredita
Sempre alcança
Mas é claro que o sol
Vai voltar amanhã
Mais uma vez eu sei
Escuridão já vi pior
De endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem
Nunca deixe que lhe digam
Que não vale a pena
Acreditar no sonho que se tem
Ou que seus planos nunca vão dar certo
Ou que você nunca vai ser alguém
Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Mas eu sei que um dia a gente aprende
Se você quiser alguém
Em quem confiar
Confie em si mesmo
Quem acredita
Sempre alcança


A TI
  
Dá-me a tua mão
Meu amor
E deixa-me aperta-la
Assim tão docemente
Mãos que se entrelaçam
Com ternura.
São beijos de alma
Cândida delicada e pura
De quem assim
Se ama avidamente
Deixa-me entrelaçá-la na minha
Assim!
Tão levemente...
E nela
Te darei a minha alma
Em alvura
Pois nossas mãos
ao tocarem-se são ternura
De assim
Nos amarmos tão somente.
 
 


 
 
 
NOITE
 
Nesta noite
Não há vento
Nem estrelas
Nem sóis vagos que me aqueçam
Porque a tua mão
Falta na minha
Porque sinto medo
Porque caem lágrimas
Dos meus olhos
E porque estou sozinha
Porque tão somente
Não estas comigo.
 
 



 
QUEM SOMOS

Será que te mereço?
E tu?
Será que me mereces?
Será que te conheço?
E tu?
Será que me conheces?
E não obstante
Queremo-nos...
Como é possível querer-se assim?
Se tão pouco de nós temos.
Se o tempo passa
E não nos vemos
Quem és tu afinal?
Que habitas dentro de mim.
A mitigar-me
O tempo que nós queremos
A lembrar-me
O pouco que ainda vivemos.



 
Ode ao amor

Amar-te....
É a razão de todo o meu viver,
É acordar de madrugada com o teu nome nos lábios
É adormecer á noite, ouvindo a tua voz.
Amar-te...
É querer que os dias deslizem como o vento
Para voltar a ver-te,
É sonhar de olhos abertos.
É acreditar na ventura das horas que virão.
Amar-te
É colher em cada flor o perfume da saudade
É cantar a ternura e magia do teu olhar
É sentir que a vida é tao grande e bela
Como a noite escura....ou o azul do mar.
Amar-te....
É como murmurar uma oração...
É sentir que há sol quando a chuva caí
E alegria nas tardes invernais
Amar-te....
É ter-te perto quando estas tao longe
É sussurrar teu nome em cada hora
É querer-te cada dia mais e mais!!.

Ode Ao Amor

 


Ode ao Amor

Quereria ser o vento que te afaga,
E te sussurra magicas cancões...,
Quereria ser ave para voar,
E pousar junto a ti a chilrear.
Quereria ser o mar que admiras,
Ser céu azul, árvore e flor...
Monte, rio...ou chão....
Quereria ser tudo aquilo...que tu amas.
Quereria possuir teu coração!.


Ode Ao Amor

 



Ode ao Amor

Uma cancão...,
Um poema.....,
Tudo te darei!!!Em homenagem solene aos teus olhos,
Em adoração ao Deus da minha vida.
E serei tua escrava,
Servir-te-ei com Amor....
Humilde e submissa...
Mas quero olhar os teus olhos.
Quero guiar-me por essa doce luz
Que me cega e inebria...
Assim serei feliz........
Viverei servindo....mas também amando
Serei escreva mas também rainha!!!!.


Ode Ao Amor



Ode ao Amor

Seria bom ser folha....
Se tu fosses o vento....
Ser arrancada da arvore mãe
Ser levada nos teus braços
Para Longe....muito Longe...
Ser possuída assim
Sem desespero...Sem revolta...
Numa entrega total,,,num absoluto amor
Sentir-me tua...vibrar
Morrer e viver....viver e morrer
Sob o olhar amigo, duma arvore minha tia
Das folhas minhas irmãs
Ser possuída assim...
Uma vez!!! duas e mais vezes
Ate nada ser, até ser tudo....tudo!,
E lá ao Longe....
Na campina imensa....que o sol beija...
Um malmequer de imaculada alvura
Deixara cair uma pétala...
Depois outra....e mais outra.
Que os raios do sol poente
Tingirao dum vermelho- sangue!


Ode Ao Amor


Palhaços

Ri Palhaço, ri-te só para mim
Ri-te em gargalhadas loucas
Ensina-me a sorrir também assim
Para esquecer o fel da minha boca

Não!! Não pares de te rir
Que eu sem ti acabo por chorar
Que eu senti acabo por sentir
A magoa da minha alma a soluçar.

E quando a noite semear estrelas
Os meus olhos e os teus.. brilhantes como elas
Semearão orvalhos nas rubras flores..

E de mãos dadas, olhando os altos céus
Os nossos risos juntos desafiando dores
Subirão na noite, até chegar Deus.


                           Ode Ao Amor


Almas que choram a cantar!

O rouxinol cantou....
O seu canto triste, foi um lamento
Um grito de uma alma que sofria.
E ao ouvir o rouxinol a chorar
As suas magoas, no seu canto triste.
Compreendi que também era rouxinol!
Também ao cantar a minha alma chora
Também ela suplica um pouco de Amor
Mas tu não compreendeste o meu canto triste
Nem sequer ouviste, o meu grito de angustia
E eu sofro por ti!
Embora não creias o meu amor é teu,
Assim como são teus, todos os meus sonhos.
E enquanto houver rouxinóis que choram a cantar
Enquanto houver almas que sofram sem remedio
O meu amor será teu
Embora tu não creias.


                                Ode Ao Amor



De Mãos Dadas

Nossas mãos se cruzam,
como elos inquebráveis,
unindo-nos ternamente
de paixão e de desejo.
Juntas, sentem as emoções,
inebriando os sentimentos,
fazendo pulsar os corações
e nos movem num só rumo.

Assim, enlaçados de carinho,
caminhamos, tão confiantes,
neste enamoramento eterno,
trilhas do acaso descuidado.
Sejam montes, vales, florestas,
atapetados de musgos e folhas,
nossos passos seguem ritmados
pelo pulsar de nossos corações.

De mãos dadas, ausentes de tudo,
prolongamos mil beijos amantes,
desaguamos sussurros de emoção
e ancoramos olhares cúmplices.
De mãos dadas, deambulamos sós,
no silêncio quebrado de hinos
da harmonia natural envolvente,
declamando este nosso perene amor.


     João Loureiro

(Triste Poeta)



 

Mande-nos o seu poema hoje!

Email: geral@a-musica.com

 

VOLTAR